Skip to content

TRICOTEIRAS – A pomada da discórdia

agosto 11, 2010

Hoje eu vou contar sobre uma das minhas experiências em lojas de cosméticos.

Eu sou o tipo de cliente que detesssssta que o vendedor cole no meu cangote e fique andando atrás de mim enquanto observo vitrines. No caso de loja de cosméticos, decido por qual marca levar, sou logo sincera com eles e já digo: “gosto de olhar tudo com calma…eu te chamo se precisar de ajuda, ok?” Bom pra mim e bom para o vendedor, pois eu fico a vontade e ele pode se ocupar com pessoas que queiram esse tipo de atendimento.

Dia desses fui a uma loja de cosméticos muito boa e bem completa com relação à quantidade e qualidade de produtos. Já fui com aquela lista de compras meio definida em mente. Achei o shampoo, o condicionador e as besteirinhas que eu chamo de “guloseimas”, como um batonzinho, um lápis novo, uma sombrinha sabe? Mas cadê que eu acho minha pomada pra cabelos preferida? A loja estava em reforma e meio bagunçada, então achei mais fácil perguntar para a atendente que tinha me abordado na entrada.

Muito gentilmente, assim que perguntei sobre onde estavam as pomadas, ela sacou um big pote da marca da qual ela era promotora. Eu, muito educadamente, ouvi toda a proposta do produto, agradeci a atenção mas expliquei que já usava uma determinada marca a algum tempo e que naquele momento eu não queria arriscar um novo produto. Perguntei se ela teria uma amostra grátis pra eu poder provar a tal pomada.

A gentil moça se transformou, me deu as costas e saiu dizendo: “a pomada que você quer está aqui e ela é muito ruim e inferior a essa que te ofereci! E, amostra grátis? – fazendo aquela carinha de uffs! – nós não temos não!”

É por isso que deixo aqui algumas considerações às empresas que querem ser bem vistas pelos consumidores:

1-     Façam uma boa seleção de pessoal.

2-     Treinem bem as pessoas escolhidas, eles são o cartão de visitas de sua empresa e consequentemente de seus produtos.

3-     Invistam em amostras grátis de produtos, no meu caso eu já comecei a usar várias marcas após ter recebido uma amostra.

4-     Se a sua empresa possui email, rede social ou 0800, por favor respondam os contatos

Bom, acho, que é isso. Alguém tem mais alguma dica?

(Por Gisele Moura)

Anúncios
10 Comentários leave one →
  1. agosto 11, 2010 12:22 pm

    Gi, não há nada pior que um vendedor que não sabe vender e uma empresa que não respeita o cliente!!!

    Adorei o texto! Bom atendimento vale mais que milhões de propagandas, pena que as empresas não sacaram isso ainda!!!

    • agosto 11, 2010 2:07 pm

      Pois é as vezes tenho até a impressão q to estorvando dentro de algumas lojas rs…

  2. agosto 11, 2010 12:28 pm

    hahahaha
    acho tão engraçado algumas coisas…
    a gde maioria das empresas ou lojas não está interessada em treinar seus funcionários pra atenderem bem o público…
    vale mais pegar essas analfabetas de bunda grande, que é chamariz, do que pegar uma pessoa com curriculo e inteligência porque ‘tem que pagar mais’…
    aí sai umas merdas dessas….
    obrigada internet por existir e eu poder comprar sem sair de casa….

  3. agosto 11, 2010 1:02 pm

    Nossa! É um absurdo a atitude da promotora! E com certeza as empresas deveriam ficar mais de olho! Eu também já comecei a usar vários produtos, porque recebi uma amostra e gostei.

    Bjokas
    Ana

  4. agosto 11, 2010 4:00 pm

    Ana e Momô, obrigada meninas!
    Será que esse é um dos fatores das vendas pela internet crescem a cada dia?

  5. agosto 11, 2010 8:12 pm

    me desculpe a violência… mas ñ dá vontade de voar no pescoço?! que absurdo!!!!!
    tb já começei a usar produtos depois de amostra grátis!!!!
    tudo bem a pessoa ter uma aparência legal, mas é bom a empresa verificar se o cerebro está em boas condições de uso tb! ^^

    • agosto 12, 2010 10:27 am

      Vontade de pegar pelo pescoço? rsss…magina!

  6. agosto 11, 2010 10:35 pm

    Eu já parei de entrar em algumas perfumarias por causa dessas promotoras “bipolares”.

    Eu não consigo interromper o discurso delas, é impossível! Então “ouço” até o fim – e digo ouço entre aspas porque enquanto ela está lá falando e falando “… PH… sem sal… rende mais… até 3 mil lavagens… blá blá blá”, eu fico pensando:

    a) Porque será que elas nunca oferecem uma marca que eu já tenha ouvido falar?

    b) Mas se o produto que ela vende é tão bom, porque o visual dela é tão ruim? (E me perdoem a maldade aqui, mas essa é uma reflexão inevitável e até natural, oras.)

    c) Qual é uma desculpa-razão eficaz para eu falar para ela no fim do seu discurso que a convença a parar de querer me forçar a fazer algo que eu não quero fazer?

    Excelente conteúdo, viu, Gisele? ;]

    Beijos!

    • agosto 12, 2010 9:52 am

      Jodie!!!
      Quando vc falou sobre a aparência delas eu ri muito aqui! Isso é sério! rs
      Eu olho p isso simmmmmmmmmmm! Vc confia em uma manicure com a unha sem fazer? Numa cabeleireira com cabelo esgadeiado? e falando de mim mesma…vc compraria uma biju minha se vc nunca me visse usando uma???
      Obrigada por me entender! rs
      Beijos!

  7. agosto 11, 2010 11:03 pm

    Ai que horror, eu sou barraqueira quando isso acontece, meu marido até sai de perto…
    Detesto vendedor mal educado, eu até deixo de ir à uma loja se eu não for bem atendida, pago mais caro em outra, mas não volto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: